Skip navigation

Definindo, consulente é aquele que busca a casa espírita com a finalidade de obter resolutividade às suas dificuldades, seja ela de caráter pessoal, familiar, física ou de qualquer outra ordem. Não me aterei aos elementos de integração e de preparo para o atendimento mediúnico, já que o foco desse artigo está direcionado, objetivamente, às questões relacionais com as almas. Introduzo o procedimento destacando a fundamental importância de uma composição de mesa com médiuns experientes e muito bem preparados, coordenados por um dirigente que tenha a habilidade em promover as ações e aproximas as similaridades surgidas entre todos da equipe. Obviamente e, sem questionamentos, a efetiva conexão dos trabalhadores com os grupos de assistência no plano espiritual, onde sem essa somatória sinérgica, muito pouco é alcançado.

Inicialmente, podemos constatar que todo ser humano possui uma compartamentalização de funções altamente especializadas, atuando, isoladamente ou associadas com outras, para que então consiga o êxito para seus resultados pessoais e coletivos. Outra evidência é a associação de vínculos feita pelas pessoas em seus processos de vida. Ninguém está, hermeticamente fechado e distante do outro. As duas características apresentadas são, também, pertinentes à realidade etérica que todo encarnado passa ao longo de sua permanência pela Terra. Estabelecemos contatos e até mesmo intensas relações com os desencarnados através de um funcionamento desenvolvido ao longo das várias experiências reencarnatórias. Tudo que é apreendido é armazenado em compartimentos qualificados e específicos, à disposição das necessidades emergentes surgidas ao longo da grande reciclagem oferecida no retorno à matéria.

A etapa estrutural para o atendimento, então, consiste, na execução de um diagnóstico existencial e espiritual daquele que procura pela minimização de seu sofrimento. Conversar com o consulente permite a aproximação e a integração entre irmãos que galgam o bem comum, porém em papéis e responsabilidades diferentes. A técnica de aproximação tem por finalidade edificar uma compreensão do que ocorre, direcionando as tendências evolutivas do atendido nas relações de causa e efeito para o problema apresentado. Percebe-se pessoas altamente ligadas à realidade material, outras, tomadas pelas emoções básicas e primitivas que as conectam aos à sua volta. Também podem ser percebidas pessoas fixadas em um elevadíssimo potencial cognitivo ou de controle e mando sobre um volume maior de liderados. Além disso, existem os que propagam por várias encarnações os mesmos princípios e tendências, estabelecendo fixações profundas em pontos desequilibrantes. Enfim, são vários e vastos os cenários e os enredos manifestados numa abertura de frequência.

Onde está localizado o consulente nesse emaranhado? Parcialmente estruturado pela entrevista, já que não se consegue um desenho perfeito e nítido de todo o contexto, abre-se a frequência, onde os médiuns são direcionados a algumas especificidades, intuitivamente despertadas, para que a aproximação com a realidade vigente ocorra. Não podemos perder de vista que somos, todos, espíritos, e é essa a nossa verdade. Logo, saber diferenciar o que venha a ser uma manifestação do próprio consulente, aponto aqui seus níveis de consciência estruturados ao longo das histórias reencarnatórias, é vital. Além disso, constatar quais são as manifestações ocorridas por espíritos encarnados desdobrados, presentes e atuantes nessa frequência, dos desencarnados que se aproximam pela abertura ofertada pela desarmonia e desequilíbrio, são igualmente essenciais. Recordando a série de artigos publicados sobre o estabelecimento de vibração e de frequência, associamos a ampla capacidade da alma em manifestar-se e de formar redes de relacionamento.

Ao longo dessa leitura sobre a participação dos personagens, paralelamente, situa-se cada um deles sobre as áreas especializadas de implicação do consulente. Veja, não se trata a filtragem do sangue nos pulmões. Cada quadradinho no seu lugar, isso torna a terapêutica muito mais eficaz. Cada parte do agregado espiritual é tão especializado e resoluto como os órgãos que compõem o corpo físico. E assim como no organismo, aplica-se, diferenciadamente, procedimentos correspondentes a cada segmento vital. As emoções, atuam em uma esfera, assim como a cognição e a racionalização. Bolsões fixados em etapas repetidas pelas encarnações em outros e assim por diante. A alma é vida e assim age como vida. Destaco que não me refiro a comunicações e mensagens provenientes de espíritos desencarnados, trato a questão como um meio de atuação terapêutico para complementar as mazelas não alcançadas pela ciência e os recursos oferecidos e a disposição no planeta. Não é o mundo espiritual acessando a matéria, é a vida encarnada se relacionado com aquilo que transcende o concreto.

Dr. Lacerda, peregrino incansável dos conhecimentos relativos ao espírito, muito mais que isso, um pesquisador cauteloso, sério e de grande brio, apresentou à comunidade espírita suas constatações a cerca da formação do agregado espiritual e a habilidade de desdobramento que a alma possui no estabelecimento de conexões. Não entrarei no mérito da discussão da validade ou não de seus estudos, apenas no exercício do respeito. Porém, é através do desdobramento dos médiuns que o acesso a frequências diferenciadas dos consulentes acontecem. Adentrando a essas, a interação e com a realidade que lá é executada é consequente. Há comunicação com fins doutrinários, assim como irradiação para a reciclagem do fluxo energético, derivando uma pequena ponta, se assim o for, de possibilidade de semeadura para a mudança e a transformação.

Em meu próximo artigo descreverei os corpos espirituais e suas respectivas especialidades, assim como suas atuações sobre a vida encarnada e desencarnada e os impactos para a vida dos espíritos. O tema acadêmico da espiritualidade é muito amplo, como não o é, proporcionalmente, nosso conhecimento sobre esse. A pesquisa e a busca por respostas e explicações continuam, embasados no princípio evolucionista que pauta a doutrina dos espíritos. Somente por essa razão é que devemos declinar da certeza de termos hoje uma verdade absoluta e irredutível, pois essa posição gera estagnação, jamais crescimento e ampliação, valores pautados na evolução.Imagem

2 Comments

  1. Parabéns pela clara e importante postagem.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: